21 de junho de 2014

Serra de Itabaiana - Sergipe

we are going on a adventure!
Tenho um lugar lindo de Sergipe para atualizar o Guia Sergipe! O Parque Nacional da Serra de Itabaiana é uma viagem encantadora para quem quer sair da rotina, sentir a natureza e se divertir além da conta.

São pouco mais de 40 minutos de carro, saindo de Aracaju, até o começo da trilha na BR 235. Depois mais ou menos duas horas de caminhada até o ponto mais alto da Serra, passando por quedas d’água, paredões e subidas íngremes.

Então é descansar, aproveitar o visual, reclamar do cansaço – a gente reclama o caminho todo – e se preparar para descer tudo de novo. Normalmente, no fim do passeio, a gente passa pelo Parque dos Falcões, mas isso é assunto de outro post!

Prepare a mochila, TÊNIS, água... e toda essa tralha para trilhas (veja listinha no fim do post), arraste os amigos e se jogue! Não literalmente. Mas, o principal nesse passeio é ter o guiamento adequado. Apesar de ser uma trilha bem fácil, pode ser perigoso para quem não conhece o caminho e por mais que o Parque seja lindo, ficar perdido lá não deve ser nada legal.


O vídeo abaixo é do quadro "Tô de Folga" do Jornal Hoje (Rede Globo) e pode acreditar em cada palavra sobre a Serra de Itabaiana:


Crédito da Imagem

Cansativa é uma boa descrição para essa Trilha. Viajamos em Fevereiro (não me pergunte porque demorei tanto para postar), no meio do Verão Brasileiro, e apesar do calor de - sei lá - uns 35°, pegamos uma boa chuva na segunda metade da trilha e chegamos no topo encharcados. Então, o sol deu o ar de sua graça e o clima ficou nesse chove e faz sol por todo dia. Um bom conselho (que eu só recebi com atraso) é tomar um antigripal após a trilha e vitamina C antes e depois da viagem. Sim, voltei morrendo resfriada.



Eu subi a Serra em uma época particularmente estressante na minha vida, essa foi daquelas oportunidades de respirar fundo, esquecer os problemas, cansar as pernas, conhecer gente nova, reencontrar velhos amigos. Assim, uma lição incrível que percebi no final da trilha é que a gente pode reclamar o caminho tooodo, mas no final vale a pena e que se fosse fácil não seria tão divertido. Coisas que se aplicam perfeitamente no nosso dia-a-dia.


Simplesmente AMO essa foto. 
Obriiiigada Edinoi, por me acompanhar nessa aventura, me segura de umas 200 quedas e zuar todas as minhas fotos.

Por fim, minha (totalmente pessoal e um pouco feminina) lista básica de coisas para levar nesse passeio:
  1. Roupa Confortável: Sugiro alguma coisa estilo legging de academia, de preferência comprida por causa do mato. Levar (ir vestido) roupa de banho! Tem locais ótimos para banho que ajudam a refrescar e aguentar o resto do caminho. Lembre de uma tolha pequena também.
  2. Protetor solar! 
  3.  ÁGUA: Leve sua própria água! Eu levei duas garrafinhas de 500ml e uma garrafa de suco. Foi o suficiente para mim.
  4. Comida: Comidas leves, que dê para carregar na mochila, como frutas, salgadinhos e biscoitos. Minha mãe preparou um farofa de carne que foi nosso almoço na volta, acho uma boa ideia.
  5. Apesar da possibilidade de pegar chuva, eu não achei necessário a capa de chuva, mas tem gente que leva. Você decide.
  6. Itens para garotas: Esqueci um pente e sabonete para as mãos para melhorar a cara de morta na volta e senti muita falta, além de alguma roupa seca. Encarrar o ar-condicionado do ônibus com roupa molhada não é uma boa ideia.

Acaaaaabou! :)
Dica aos viajantes: Fui para a Serra com um grupo de ecoturisto chamado "Os Bagaçados", dá para encontrar todas as informações no FB. Clica aqui.
 @lorenarocco

Um comentário:

  1. Gente que máximo!!!! Adorei as fotos muito legais ficaram.

    Beijos
    http://www.partesdeumdiario.com/

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...