25 de abril de 2013

morrer de véspera

D: Porque você está assim?
L: Como?
D: Quicando feito bola de tênis.
L: Não estou nada.
D: Sim. Você está.
L: Tô nervosa.
D: Com que?
L: Com tudo. Vai dá merda... eu sei.
D: Virou vidente agora?
L: Não, porque?
D: Para de morder os lábios.
L: Não estou mordendo.

...

D: Então?
L: Consegui.
D: Eu não disse?
L: Não, você só ficou mandando eu respirar cachorrinho.


3 comentários:

  1. Gostei do pequeno texto. Até imaginei uma história em minha cabeça.

    Beijos, Romário.
    www.naomeentendamal.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parece muito com uma Paula que eu conheco..rs
    Mas normalmente passa rapido a minha agonia.

    E adivinha???? Chegou hj \o/
    Muita coincidencia vc me perguntar ontem e chegar hoje.
    Amei tudo Lorena, MUITO OBRIGADA por tudo, nao precisava ter se incomodado, mas gostei mto, de verdade!
    Ja fiz um post de agradecimento :D e saiba q vc acabou me dando a forca que eu tava precisando pra reanimar com o blog ;) obrigada mais uma vez.

    Bom fds! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Deu asas a nossa imaginação. Uma iniciação para uma história bem engraçada... adorei!


    Um abraço!
    http://universoliterario.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...