2 de abril de 2013

Convivência,

relacionamento, dependência. Ta aí três palavras que eu tenho pavor.

E pode gritar aos quatro ventos que eu sou egoísta. Não me importo, apesar de achar que comodismo é um nomenclatura mais correta.

Eu tenho pavor total e absoluto dessas pessoas que se encostam em um relacionamento, que dependem de outra pessoa para viver, respirar e tudo o mais. Que forçam uma convivência insuportável onde só um se beneficia e no momento que o suporte da relação resolve da no pé... já era, baby.


Não que elas não saibam fazer as coisas, se encostam por puro egoísmo de "eu tenho que ser servido". Pior que ainda se acham no direito de cobrar serviços cinco estrelas, como se tivéssemos toda a obrigação do mundo de servir a vadia.

Eu não suporto isso e, cá entre nós, não sirvo porra nenhuma ninguém. Relacionamentos de toda e qualquer espécie são uma via de mão dupla, sustentar financeiramente uma relação não lhe dá o direito de cobrar favores. Não lhe dá o direito de exigir excelência e muito menos extingue a sua responsabilidade.

Fico extremamente chateada com pessoas que não crescem, se escoram como árvores podres e podam o crescimento alheio por exigir tudo de quem está ao redor. Como diz minha avó, "é sempre venha a nós e nunca o vosso reino".



Não era isso que eu ia postar hoje. Na verdade, nem ia postar hoje, mas tive que publicar esse texto desabafo. E, na boa, NUNCA seja sombra ou faça sombra na vida de uma pessoa.
Sejam independentes, corajosos. Mulher não nasceu para cozinha ou homem para pagar as contas ou amigo para fazer seu trabalho da faculdade. Faça seu caminho, conheça pessoas, peça ajuda quando não puder carregar seus fardos, mas JAMAIS faça outras pessoas carregarem o que lhe cabe. É Feio, é egoísta, é estúpido.

5 comentários:

  1. Texto muito verdadeiro e tenho certeza que é o tipo de desabafo que está entalado na garganta de muita gente. Apesar de acreditar que cada pessoa é capaz de fazer e acontecer, de alcançar a independência, às vezes vejo a coisa por um lado mais pessimista. Tem pessoas que parece que nasceram para parasitar, que não sabem viver de outra forma.

    Bj, Livro Lab

    ResponderExcluir
  2. Oi lorena...no finalzinho do post lembrei de mim no ano de 2005, onde uma amiga me fazia a tal sombra. Mas não porque eu me encostei nela...eu estava meio que em depressão, e nem assim deixei de fazer qualquer trabalho, mas ela se aproveitava que eu estava sempre com o pensamento distante e me roubava toda e qualquer idéia.

    Mas é passado. Aprendi com isso.

    E também odeio gente que se sente dona de relacionamento. porque paga, porque serve de consolo, porque manda melhor, porque qualquer coisa... Odeio!

    :**

    ResponderExcluir
  3. Olá.
    Visitando blogs amigos cheguei aqui.

    Gostei demais do seu texto.

    Já vivi dessa forma, como quem se sente sugada por outra pessoa que nunca correspondia a doação e o serviço. E dizia várias vezes a frase que sua avó também repetia.

    Gosto de servir, gosto de me doar. Hoje tento observar e fazer isso para as pessoas que são recíprocas.

    Acho que o amor nasce assim, com essa reciprocidade.

    Abraço.

    Ana Virgínia

    filhadejose.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Esse é o meu pavor de relacionamento: ter alguém dependente de mim ou pior ser dependente de alguém!
    Fujo quando to ficando apaixonadinha demais... Gosto de ser livre, de não dar satisfação, de fazer o que eu quero quando quero se eu quero, namora é dor de cabeça, difícil, não sei se eu teria paciência. (a não ser que eu me apaixone muito, muito, muito e consiga manter meu passe livre na minha vida)
    http://denovomaisumavez.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Tá ai esse é um dos posts que eu vou compartilhar com muito gosto, perfeito seu texto e tenho pavor eterno de relacionamento por isso e também eu amo a minha eterna independência rs

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...