23 de março de 2013

Não se estressa, não.

Eu não sou do tipo que curte uma polêmica. Sério, nunca gostei de jornal sensacionalista, nunca acompanhei os bafões do twitter... tá, eu curto a Blogueira Shame e sou primeira a querer saber as fofocas da família e do condomínio, mas não vivo disso.


Nessa de fofoca, bafafá e cabaré, essa semana foi a vez da Isabela Freitas cair no Santo Tribunal Inquisitivo da internet. Isso por causa de um comentário mal feito sobre alguma coisa de escola e blábláblá.

Eu conheci a Bebela o "trabalho" da Isabela quando - faz tempo pra caramba - ela lançou o blog que leva seu nome. Lembro a promoção de lançamento: Um layout para blog. E, cara, naquela época ter um layout personalizado era caro pra caramba e surreal para reles blogueiras feito a minha pessoa. Ou seja, foi um boooooom para o blog dela.

Vamos falar de Banksy ao invés desse blábláblá?
Muito sinceramente, não lembro se participei da promoção - que eu não ganhei, é óbvio. E, bem, abstrai Isabela Freitas dois dias depois. Então, fazem uns meses, eu conheci o trabalho do Hugo Rodrigues no Casal Sem Vergonha e vendo a vida do rapaz, voltei a dar de cara com Isabela Freitas e, por causa dos textos do Hugo, acabo visitando o blog dela com alguma frequência.

Então, eu descobrir que ela será a primeira "escritora" nacional publicada pela Intrínseca. Ou seja, eu dei uma pirada. Regina tá de prova! Mas, não sai por ai xingando a menina, gritando com os editores da Intrínseca ou xingando muito no twitter.

Certo, a novela foi só para mostrar que eu sei quem é Isabela Freitas e que o mundo continua girando com ou sem a fulaninha. Eu sei que todo mundo tem uma paixão doentia por livros e que qualquer coisa que possa macular a maravilha que é a literatura provoca frisson na blogsfera literária, mas gente, Precisa tanto?


Xingar a mulher; autores com livros publicados começando um fuzuê e tentando subir Hastag... Sabe o que me parece? Dor de cotovelo.

E espeeeeera, eu não gosto da Isabela. Não é "odiar" com viu-se no twitter, simplesmente acho o trabalho dela fraco, repetitivo e que só alcança um público adolescente que cresce e esquece a moça mimada e cheia da grana que conseguiu um contrato com uma grande editora. Se ela pagou ou dormiu com alguém para conseguir isso é problema dela.


O livro vai vender? Vai. Por que a editora é enorme e o Marketing vai ser espetacular. Mas, todos nós sabemos que não é um best-seller e, provavelmente, nunca será. E eu - particularmente - não descarto a ideia de que "Não se apega, não" será escrito por um Ghost-writer.

Talvez o frisson seja por que de repente a Intrínseca tenha dado Ibope para alguém - que eu saiba - que nunca quis ser escritora profissional, enquanto tem um monte de gente que sonha em viver com isso e nunca conseguiu o espaço que ela teve. Talvez, não sei.

Eu quero Coragem publicado por uma grande editora? Lógico que eu quero! E vou dar um jeito de conseguir isso, mas agressão não vai fazer com que isso aconteça e chegar em qualquer lugar pisando nos outros também não o fará.

Escrevo besteira no twitter? Sim, demaaaaais! Mas, e daí? Por que somos escritores temos que ser politicamente corretos sempre? Certo, somos formadores de opinião, mas também temos a nossa e - de vez em quando - um que se dane, vale a pena.


Minha cara lendo os RT's da Bebela que pulam na minha timeline.

Fama vai e vem; Dinheiro, contatos e beleza - cof. cof. - vão e vem; E ninguém se torna Machado de Assim, curando dor de cotovelo. E, cá entre nós, tem gente que como escritor é um excelente rostinho bonito.


Caso encerrado. Próooximo!


Ah, sabe um bafafá que eu não lembro? 
Quando a Bruna Vieira lançou livro - ainda não li, mas também não coloco fé -, teve polêmica também?

4 comentários:

  1. Eu não sabia do livro da blogueira. Ando fugindo desse tipo de coisa.
    Acho que realmente existe um certo despeito, mas também é meio "curiosa" a situação.
    Bom,enquanto isso, eu continuo escrevendo aqui na minha casa para publicar meu próximo livro e corro pra divulgar o primeiro.

    Beijos,

    Carissa
    www.carissavieira.com

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente, muitas pessoas somente ganham destaque com polêmicas negativas a cerca dos outros. Seu blog está cada vez melhor.

    Te desejo sucesso e que continue com esse belo trabalho.

    ResponderExcluir
  3. Engraçado... tive uma fase de twitter (não lembro nem minha senha mais :x) e eu seguia a Isabela. Na época ela não tinha quase nada de seguidores. Mas é absurdo como quando uma dessas "celebridadezinhas" escreve algo trocentos vão lá e dão RT. Não entendo as pessoas. Mas enfim, o post não foi sobre isso, só quis comentar...hahaha
    Mas quando ao fato dela agora lançar um livro... Tá, ela pode entender um pouco de relacionamentos, (quem tem experiência no assunto é outra coisa), deve estar ganhando dinheiro com o blog (sim ou com certeza?) mas lançar um livro?!?! Pela Intrínseca? Pode ser dor de cotovelos dos escritores, mas confesso que isso me deixa indignada também. A verdade é que quem quer viver de arte no nosso país (pra mim escrever bem é uma arte!) sofre muito pra conseguir...basta olhar quantos atores meia boca a gente vê na TV só porque tem um rostinho de modelo. E quanta gente boa estão por aí, quase pagando pra trabalhar numa peça de teatro? O mesmo acontece com artistas plásticos, músicos e porque não, escritores? Não basta ser bom no que faz, tem que ter um rostinho bonito e ser popular. Infelizmente. E com a Bruna...bom... também não acho que o talento dela seja tanto para já sair escrevendo um livro. Foi outra que levou sorte. Não acompanhei se chegou a gerar polêmica... mas uma coisa está ficando claro: o que as Editoras querem são nomes feitos. Certeza de lucro. Independente de ser ou não um bom livro, ele vai vender. Né? Mas ó, tô aqui torcendo pelo seu livro!haha Beijos beijos (Acho que me empolguei no comentário..)

    ResponderExcluir
  4. Olá.. A reportagem do seu blog me foi mandada por email e vim aqui responder em pessoa. Não entendo qual o "preconceito" que vocês, ditos escritores, tem com blogueiras ou com qualquer outra pessoa que como você mesma disse, "nunca teve sonho de ser escritora".

    Sempre tive esse sonho. Sempre mesmo. Se o talento me falta? Isso eu não sei e não posso dizer, já que sou a mais crítica quando se trata de mim. Mas acho que por mais que vocês achem e digam que não escrevo bem, construí tudo que tenho do nada. Assim como a maioria de nós. Ninguém nasce famoso ou com status construído. A gente adquire. Tudo que adquiri no mundo online e todos os meus leitores, foram com o meu trabalho e minhas 'não horas de sono'.

    Muito bem escrita a reportagem, uma pena ter que ler que o livro será escrito por um GHOST WRITER quando estou aqui virando dias e noites escrevendo, estudando para prova da minha faculdade de Direito e tentando trabalhar com o blog.

    Enfim. Beijos

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...