27 de dezembro de 2012

Retrospectiva Literária

Não lembro de ler tanto como nesse ano. Viva a Greve da Federal! Minha meta, daquelas de resolução de fim de ano, era um livro por mês em 2012 e fecho o ano com quase trinta, desses, quinze foram devorados nos quatro meses de greve da universidade.

Não sei se vou consegui ler "esse tanto" em 2013, por causa da minha rotina corrida, mas ainda tenho esperança no um por mês dentro do ônibus lotado. E o Oscar vai para... 


Decepções Literária do ano. Esse tópico deveria ser maior, mas tentei ser direta e resumi em uma série e um livro.

Série Diários do Vampiro - LJ Smith

Eu amo a série de TV The Vampire Diaries (Team Damon! ♥), e esse ano resolvi ler os livros. O primeiro é legal, o segundo é bom e depois é tudo uma catástrofe! Que livro mal escrito, senhor. Sério, vocês leem isso mesmo? Mesmo?? 
Achei maçante, extremamente clichê e a LJ Smith se perde completamente no enredo, é como se ela quisesse agradar exclusivamente aos leitores e esquecesse completamente de pensar no enredo e escrever com coesão. Enfim, leia se tiver coragem.


Para Sempre - Kim e Krickitt Carpenter



Estava louca para ler esse livro. Louca mesmo! Acho que foi o livro mais desejado (por mim) no primeiro semestre e acabei ganhando-o em um sorteio.

Li em uma tarde, me perguntando - seriamente - o que há de errado comigo. Desculpa, mas não acredito nesse homem perfeito e incrivelmente apaixonado que o Kim se descreve, nem em "eu nunca pensei em desistir" ou essa fé inabalável.

Achei sem sal, meloso e exagerado. Sério. Como escritora, o normal seria que eu gostasse desse blábláblá água com açúcar, né? Enfim, não faz meu gênero  achei mal escrito... como se você sentasse em um Domingo quente para assistir ao vídeo do casamento de uma pessoa que você não conhece. 





Marketing do Ano.

Trilogia Cinquenta Tons de Cinza - EL James

Eu li o primeiro, jurei que não ia comenta-lo no blog, desisti e falei no artigo Hot? Hot. Hot!, e qualquer dia publico a resenha que escrevi sobre o tal livro.

Eu não gostei e pronto. Já falei sobre isso e não vou me repetir. Só acho que a EL James e os profissionais envolvidos deveriam ganhar todos os prêmios de Marketings existentes nessa galáxia. Por que manter uma pequena porcaria literária entre os mais vendidos do mundo, não é para qualquer um.


Não consegui terminar.


On The Road - Jack Kerouac

Eu até queria ser super-intelectual e dizer que me identifiquei com cada ponto da narrativa do Kerouac e que seus personagens não são nada além do reflexo da sociedade da época e blábláblá, mas.

Quando começaram a anunciar a estreia de On The Road, eu fiquei louca. Adoro o trabalho do Walter Salles e PRECISAVA ler o livro antes do filme sair no cinema.
Consegui essa edição charmosíssima de 1984 no skoob e comecei a ler assim que o livro chegou na minha casa, mas ainda não consegui terminar de ler.
Eu amei os personagens, não tenho nada contra a narrativa do Kerouac, mas não sei. Parece que a leitura não rende. Pretendo e vou  terminar de ler, mas só em 2013 e não, ainda não assisti ao filme.




Descoberta Literária do ano.

A dança da Morte - August Strindberg

Fiquei na dúvida se colocava esse livro em "Surpresa Boa" ou aqui.
Acontece que no começo do ano eu tinha um espaço de duas horas entre aulas na universidade e ficava sozinha vagando pela biblioteca. 
Um dia de tédio eu resolvi procurar algum livro Shakespeare - aventurar saber um exemplar e até hoje, achei mais não li - e encontrei esse livro todo empoeirado em uma prateleira aleatória.

A Dança da Morte é um drama, publicado em 1900 pelo sueco 
August Strindberg. E foi a segunda obra de teatro que li na vida e o primeiro livro sueco. Há inúmeras adaptações para o cinema e teatro, inclusive no brasileiro, e não existe publicações recentes. Quem tem acesso a bibliotecas e sebo, vale a pena procurar.





Livro pela capa.





Um dia - David Nicholls

E esse é um daqueles livros que agente escolhe pela capa - Sou encantada pela capa com a Anne Hathaway e o Jim Sturgess - e não se decepciona pela escolha. Não sabia nada a respeito da história até começar a ler, comecei a ler devagarinho... Sem expectativas e a medida que o livro vai passando você começa a se empolgar e envolver completamente com Dexter e Emma. (Resenha)







Surpresa Boa.




tão mais bonita - Cara Holffman

“Sob os paralelepípedos, a praia”. Tão mais bonita é um dos livros mais surpreendentes que eu li nos últimos tempos.

Li esse livro para o It Cultura e antes disso, não tinha nenhum desejo louco e imensurável por ele. E esse foi um daqueles livros que você pega ao acaso e se apaixona. (Resenha)








Favoritos do ano.

A menina de não sabia ler, do John Harding, eu comprei em uma daquelas promoções relâmpagos das Lojas Americanas e adorei cada página. Em uma palavra: SURPREENDENTE.

O Ladrão de Casaca, do Maurice Leblanc, eu ganhei da editora Martin Claret e até resenhei aqui no blog. Achei uma narrativa sensacional que mantém o suspense em cada página. Resenha aqui.

Amante Desperto, da J.R. Ward, eu li em ebook e ainda vou compra-lo para ter na minha prateleira. Amo essa capa! Amante desperto é o terceiro livro da série A Irmandade das Adagas Negras, comecei a ler a "pequena" série de 10 livros esse ano e esse volume é meu favorito. Encantador, simplesmente encantador. Resenha aqui.

Memória de Minhas Putas Tristes, do Gabriel Gárcia Márques, eu li por causa da Regina e amei. Incrivelmente suave, é um daqueles livros que você ler com um sorriso no rosto, torcendo pelos personagens a cada página.



Escolhidos por um júri completamente "imparcial" composto por mim mesma e baseado em minhas leituras desse ano. Opinião Pessoal.

6 comentários:

  1. Memórias de minhas putas tristes é incrível mesmo <3... próximo passo é fazer vc ler a obra-prima de Grabriel Garcia: Cem Anos de Solidão <3

    ResponderExcluir
  2. Oi Lorena!
    deixa eu comentar pelo começo!

    Também assisto a Vampire Diaries mas é mais pelo Stefan *.* Jamais leria essa série de livros..bastou ler Crepúsculo pra mim.

    Em Pra sempre, que é baseado em uma história real eu relamente gostei do filme. Mas ele não é meloso como você descreveu aí, vai ver os detalhes do livro o deixaram assim.

    Não tive o minimo interesse em ler 50 tons de cinza e qualquer coisa com cinza dessa febre exagerada sobre uma paixão aparentemente doentia com sadomasoquismo no meio.

    On the road eu vi o filme e não gostei..o.o

    A dança da morte eu não conhecia, e One Day eu vi o filme e amei!

    Tão mais bonita e os outros da sequencia vão ficar para quando eu conseguir comprar meu Kobo, ou comprar em livros mesmo. Gostei das dicas.

    :****
    feliz ano novo!
    uma surpresa boa ser apresentada ao seu blog esse ano!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Bárbara!
      Você é bem-vinda sempre :)

      Excluir
  3. Nossa quanta coisa interessante pra ler hein!

    Querida, cade você? Sumiu foi?

    Lindo 2013, tudo de bom, que haja muito amor, paz e saúde!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sumi, Tati!
      Desculpa... é a vida corrida :/

      Excluir
  4. Ah! Um Dia e A menina que não sabia ler são realmente apaixonantes <3

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...