25 de setembro de 2012

Mudando, sem surtar

Passada a euforia inicial de “Uhu! Vamos mudar de casa!”, começa o trabalho de verdade. Mudança é desgastante para todo mundo, fica de olho nas dicas para quem - assim como eu – está passando por isso:


Antes de começar a empacotar:

Decida para onde você está indo. Para as pessoas que vão mudar de estado ou país, por exemplo, facilita tudo se você encontrar O lugar antes de tentar qualquer outra coisa. Vá alguns dias antes, fique hospedado um hostel ou na casa de um amigo enquanto procura um lugar definitivo. Não adianta empacotar tudo sem saber onde vai ficar.

Analise. Visite o imóvel, uma, duas ou três vezes. Mostre a família. Fotografe. Faça um Brainstorming com as amigas e decida o que muda na estrutura: cor, fiação elétrica e hidráulica, de quem é cada quarto...

Verifique toda a papelada. Independente de aluguel ou compra, vá a prefeitura e peça uma certidão do imóvel  verifique pendencias com imposto e assine todos os contratos necessários. Isso pode ser postergado dependendo de cada situação, mas é absolutamente necessário.

Decida e faça todas as alterações antes de mudar. Instale internet e telefone. Se necessário, pinte as paredes e troque as louças de banheiro e cozinha. Faça todas as reformas essenciais antes de mudar, decoração e arquitetura podem até esperar algum tempo.

Decida o que vai e o que fica. Tenha em mente o que está estragado ou não cabe no lugar novo. Faça listas e destine esse material. Livros podem ser vendidos ou doados, móveis seguem o mesmo caminho. Eletroeletrônicos não podem ser descartados em lixo comum, procure postos de recolhimento em sua cidade.

Empacotando:

Quem não tem dinheiro para bancar um transportadora/empacotadora/personal organizer pede ajuda a quem puder, mas cuidado com aquele que atrapalha mais que ajuda. Veja quem pode ajudar e com o que ela pode ajudar. Aliás, você vai querer seus amigos vasculhando cada canto obscuro da sua casa?

Colecione caixas e embalagens. De todos os tipos e tamanhos. Supermercados costumam distribuir caixas gratuitamente, procure um perto da sua casa ou de alguém que você conheça.

Comece por documentos. Se eles estão bagunçados é essa a hora de arrumar. Organize tudo por pastas e etiquete. Embale e tenha certeza que nenhum deles será esquecido ou perdido.

Uma coisa de cada vez. Tenha calma. Comece por um comodo e vá até o fim, exemplo: Guarde tudo da sala, depois dos quartos, depois da cozinha. Estabeleça uma ordem que não que atrapalhe consideravelmente a dinâmica da casa. Etiquete TUDO! Organização é FUNDAMENTAL. Separe cada caixa por tema: Sala, Quarto de fulano, Quarto de ciclano, Cozinha... e Subtemas: Cds, Livros, Pratos, Decoração... 

Depois que todas os moveis estiverem vazios, chame os montadores para que desmontem o que vai ou fica. Normalmente é a transportadora que embala geladeira, máquina de lavar e essas coisas. Ah, muito cuidado com os profissionais que vão participar desse processo. Tenha referências, pesquise, procure até o procon! Já disse: quem vai vasculhar cada canto obscuro da sua casa?

Durante:

Mudança não é algo que acaba em dez minutos. É trabalho para quase um mês e quanto mais tempo e calma, melhor! Planeje a melhor época para fazer isso: Férias? Feriado prolongado? Tenha em mente o tempo que você tem e programe cada segundo, cronometricamente. 

Uma coisa que funcionou muito comigo: Antes de lacrar tudo, arrume uma mala/caixa/saco com tudo o que você precisa para uma semana, como se fosse viajar. Se tudo der errado na sua mudança, você ainda terá como se virar por alguns dias antes de acomodar tudo.

Tudo que tiver que ser comprado e for de uso essencial, como geladeira e fogão, deve chegar antes ou durante a mudança. Programe-se e novamente escolha lojas e cumprem o prazo de entrega e não te deixam na mão.

Chegada:

Você chegou na casa nova. Mas, ainda tem mil caixas para arrumar e móveis para montar. Comece pela cozinha, afinal você precisa comer e não vai depender de restaurante até tudo acabar, vai? Nesse ponto, tenha cuidado também com perecíveis, utilize Coolers e caixas térmicas.

Pessoas que só apressam, são desorganizadas e acabam atrapalhando devem ser educadamente retiradas do processo. Tenha em mente que nada será arrumado automagicamente e que você ainda é um ser humano. Respire, pare um pouco e se acalme. 

Money. Lembre que você ainda tem um emprego, ainda depende de salário e a não ser que você seja descendente direto de Eike Batista, ou o próprio, planeje-se financeiramente. 


Um dia, todas as caixas serão esvaziadas. Tudo será comprado e você precisará de uma nova mudança. Faça isso sem surtar. Da forma menos traumática, com certeza completamente diferente da minha.

- Como esse post foi escrito:

Gambiarra para usar o notebook enquanto esperava a transportadora dar o ar de sua graça. O isopor de cerveja é meu e não, eu não bebo. Guardo meus livros ai dentro.

Eu ainda estou morando em Aracaju, só que agora em um apartamento próprio e minúsculo. Quem quiser meu endereço novo, para qualquer coisa que não inclua assaltos ou sequestros, é só gritar!

Todas essas dicas são baseadas em minha experiência, em erros e acertos. Nada disso é profissional. Ainda não arrumamos nem metade das coisas, mas devagarinho está indo. Se eu sumir já sabem o motivo.

Links legais:
- O portal eCycle encontra os postos de recolhimento e doação de materiais que não podem ser descartados em lixo comum.
- Como se planejar financeiramente. Aqui do Alices.
- Um guia para mudar de casa. Do Eu Decoro.
- Todos os posts sobre Mudança do blog Vida Organizada.
- Ferramentas baratas de Organização. Também do Vida Organizada.
- Copy e Paste. Um dos meus blogs favoritos só sobre decoração.

14 comentários:

  1. Aaaaah, sempre morei na mesma casa... D:
    Nunca passei por isso, mas amei o post, Lorena. Será, certamente, muito útil para muitas pessoas!

    Beeeijos!

    ResponderExcluir
  2. Menina, detesto mudança! Todas as vezes que mudei de casa (duas: quando me casei e, seis anos depois, quando mudamos de bairro). De vez em quando, meus amigos me dizem que tem um apartamento em seu prédio, que é legal, que eu devia mudar. Então, dou um sorriso e digo "quem sabe? Pode mesmo ser uma boa", depois olho pro meu esposo e confesso "estamos tão bem no nosso cantinho...". Aff! Eu que sei o trabalhão que tive lavando roupas guardadas há séculos e as empacotando. Embalando tudo que temos e etiquetando SOZINHA. Como se não bastasse, ainda tem a faxina na casa nova e as arrumações do novo lar. Arg! Tô fora! Só mudo daqui agora pro meu apartamento próprio ou se não tiver outro jeito. kkkkk...

    Bom, pelo menos você já avançou bastante. =) Boa sorte nas próximas etapas!

    Beijos,

    Isie Fernandes - de Dai para Isie

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estamos quase lá, Isie!
      É muito chato mesmo, as vezes dá vontade de largar tudo e sair gritando! Argh!

      Boa sorte para nós, né?

      Excluir
  3. Oi Lorena!

    A média de mudança nossa era de três por ano. Eu admito que somos experts nisso. Mas odeio mudança com todas as minhas forças!

    Ver a casa bagunçada no "empacotar" é o pior! Já quando nos mudamos, parece que a novidade nos anima! E arrumar é sempre melhor. Jogar fora o que ainda restou de coisa inútil, redecorar... adoro essa parte!
    que bom que agora está em um imóvel próprio, esse é um sonho que está pra acontecer pra mim espero que logo!

    :***
    felicidades pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A gente tinha uma média de "no máximo duas" por ano... talvez tenha sido mais.
      Não sei.

      Espero não chegar ao ponto de expert! Odeio mudança. hahaha

      Excluir
  4. Nossa esse ano eu fiz uma mudança também, eu odeio mudar. Porque você arruma tudo para depois desarrumar kkk
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Mudanças realmente são desgastantes, mas são tão gostosas!! Resolver as cores das paredes, onde cada móvel tem que ficar... haha é uma delícia!!
    estou esperando o novo endereço, em!!
    Beijos, Lorena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tem o novo endereço, Ana?

      Essa é só a parte boa e nem sei se o resto compensa... haha

      Excluir
  6. Sempre quis me mudar. Não precisa ser exatamente eu sozinha, mas adoraria mudar de casa para uma melhor com minha família. Porém, só de pensar em todas as coisas que tenho e no trabalhão que vai dar, dá uma preguiça enorme. Mesmo assim, acho que seria bom porque eu jogaria muita tralha fora. Adorei suas dicas! Quando for minha vez, vou me lembrar delas (ou correr aqui para o blog dar uma olhada novamente haha).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jogar as tralhas fora é - realmente - uma parte deliciosa! hahaha

      Excluir
  7. Eu adoreeei o post, flor! Eu estou tentando doutrinar a minha mãe... já que sei que vai ser a maior bagunça por causa dela kkk.

    beijo grande e felicidades no novo lar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tá passando por isso, né Endry?

      Sorte para nós! =)

      Excluir
  8. Dei muita risada de "como esse post foi escrito", Lorena! Eu tinha começado a ler outro dia (faz teeempo!) mas daí meu not travou (como fez umas três vezes desde que comecei a ler seu blog...) e eu acabei desistindo aquele dia. Hoje voltei pra terminar de ler! o/
    E suas dicas foram ótimas! Eu já moro em casa própria, então, acredito que só vou me mudar quando for casar ou morar sozinha... mas gostei bastante!

    ai ai eu estava com saudade desse cantinho seu aqui! E parabéns pelo .com.br! hahaha Uhuul!

    Beijos gigantes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Thu! *-*
      Minha vida on line está voltando ao normal aos poucos... espero consegui por tudo em ordem antes de 2020! haha

      =*

      Excluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...