27 de agosto de 2011

Do não estar

Do não estar apaixonada, do não pensar no amor, do esperar e sorrir a cada flor. 

É estranho não estar, não sentir, não ver ou suspirar. É diferente não ter alguém para lembrar a música ou não ter borboletas no estomago. 

É instigante sorrir do beijo, alheio a vontade; rir compulsivamente das piadas tolas de comédias românticas. 

Tão simples deitar e se sentir tranquilamente só, simplesmente bem acompanhada. O não pensar em alguém além da família, amigos e seus reflexos. 

Do não ter que justificar os detalhes bobos ou exigir justificativas. Do não estar, além do não sentir. Simplesmente respirar cada centímetro de liberdade.

Escrito durante alguma das tardes, perdidas, de aulas teóricas na autoescola. 
O maior consumidor de horas produtivas já inventado.

5 comentários:

  1. é simples e confortante o amor é de dentro para fora e não ao contrário...
    adorei esse texto escrito nessas horas produtivas!

    bjos!

    ResponderExcluir
  2. Amei.
    E adorei o final kkkkk!!!
    Aulas teóricas afff..
    Te espero no itsme.
    Beijão


    www.itsmekarlla.com

    ResponderExcluir
  3. Oie Lorena, que mensagem linda e melancólica, amei!

    bjiimm e ótima semana

    http://meuamorpaquistanes.blogspot.com

    http://muslimahfashionn.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Esse 'Do não estar' merece uma saidinha para debates =p
    Além da nossa neecessidade de distração e de ppor os papos em dia (onde Do não estar se encaixa =D) Isso depois das provas claro. rs
    O que acha!?
    Beijo Lore (minha complexa favorita).

    Ps: AMEI!

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...