28 de maio de 2011

escrever, grafar, redigir.

Engraçado como as coisas acontecem quando tem que acontecer e como a escrita tem um papel tão determinante em minha vida.

Outro dia escrevi algo aqui que, mesmo sem dizer com todas as letras, tinha muito do que estava sentindo e não sabia o que fazer com aquilo tudo. Na mesma semana, em uma entrevista de estágio, pediram para agente escrever um texto com tema livre, linhas livre, tudo livre.

Daí eu pensei: ‘Fu**u. E agora? Escrevo o que?’ Optei pela sinceridade, depois fiquei com vergonha de lerem as minhas abobrinhas! No fim, deu tudo certo e fui chamada para o Trainee.

"Ser pego de surpresa e não ter muito que dizer é definitivamente estranho. Apesar que surpresas se tornaram uma constante em minha vida: desde aprovação a descoberta de caminhos tão novos.

Deixar para trás velhos costumes e trilhar novos rumos assusta e instiga ao mesmo tempo. Assusta a medida que damos passos no escuro e instiga seus limites, seus sonhos e no fim, derrubamos barreiras que muitas vezes nem sabíamos existir.

A saudade de tantas coisas e pessoas é uma constante e o desafio de tornar-se melhor é sempre um grande incentivo. Buscar novos ares, adaptar-se e moldar-se aos novos horizontes costuma ser tão bom quanto sentar e relembrar antigos costumes.

Além do mais, escrever um monte de besteiras faz parte da surpresa e dos novos caminhos que projetamos."
 

Ah, e todo blá blá blá da escrita em minha vida é que eu acho que não vou precisar de um analista por muito tempo. Por incrível que pareça, meus problemas costumam ser resolvidos e digeridos muito mais rápido quando escrevo tudo que sinto e leio depois de um tempo. Acho que eu acabo realocando tudo em uma perspectiva mais direta.

8 comentários:

  1. É tão bom quando escrevemos as "maiores tristezas" e #mimimi e no dia seguinte quando re-lêmos o mesmo post e percebe que passou...

    é o melhor alivio do mundo,não é?

    ResponderExcluir
  2. oi
    passando pra deixar um beijinho
    Da uma passadinha la no meu blog tem um selinho dedicado a você.
    http://karenbarbiepink.blogspot.com/2011/05/selinhos_29.html

    ResponderExcluir
  3. nossa é bom aliviamos nossos sentimentos em textos. amie o post.
    trendluxo.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. É bom desabafarmos em nossos textos, né?

    Beijos.

    www.consumisse.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Com certeza...escrever também é terapíco(palavra do meu vocabulário próprio),já que externaliza aqueles sentimentos mais profundos.:)

    ResponderExcluir
  6. Oi minha linda, estágio? de quê? a onde? rs
    Lindo o texto. Sincero, sem meios termos, direto ao assunto. Melhor do que mentir e tentar mostrar alguém que vc não é. Escrever é uma terapia. Amo o meu hobbie. rs

    bjooo

    ResponderExcluir
  7. A escrita é, por fim e sem nenhuma dúvida, a melhor saída pra os mais variados problemas. Desabafo, felicidade, choradeira.. tudo se resumindo em letras, e definindo tudo o que tá tão dentro da gente que seria impossível explicar sem as linhas.
    '
    Beijo :*

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...