8 de julho de 2010

Bem- Vindo, Marujo.

Navego sem rumo no Mar da vida.
Minha bússola quebrou na ultima noite.
Meus livros encharcaram nas tempestades.

Passei por Tom Hanks e não o tirei da ilha,
deixei Jack Sparrow no fim do mundo,
capitão Nemo estava submerso em fantasias
e o Nemo passou por mim numa corrente.

Tento romper as barreiras do tempo.
Meu mar é minha vida.
Meu navio são meus rascunhos.
Minhas aventuras? Minhas estórias.

Classificado no III Prêmio Dom Bosco de Literatura

3 comentários:

  1. AMEI!
    Também penso que a vida é como o mar, e quem nos navega é exatamente ele como já disse uma vez Paulinha da Viola.
    Achei muito interessante o uso de personagens conhecidos.
    beijo.

    ResponderExcluir

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...