13 de março de 2010

Lágrimas Passadas

Alinhados, o exercito caminha
O vento dança levemente
A chuva fraca anuncia: BATALHA

Caminha.
Acompanha o sopro fraco dos ventos.
Dança ao sabor da chuva
Pressagio: BATALHA

A chuva esquece sua dança. Troveja.
O vento se desfaz, Corre.
Gritos, metal, batalha, sangue.
Guerreiros lutavam a última batalha.

A batalha da vida. ALMA.
Medo, coragem, seu último sopro.
A batalha que não quis
A alma que jazia em seu ser.

Medo. Pavor. Desespero.
Os gritos, metal, batalha, sangue.
A chuva unia-se as lágrimas, encharcava-lhe a roupa.
Onde ele estava? Lembranças.

O fogo chispou cansado na lareira.
O Sol precipitou-se pela cortina surrada.
A batalha se foi com a lua.
Lágrima nos olhos, livro em mãos.

Classisficado no III Prêmio Dom Bosco de Literatura

5 comentários:

Visito todos que comentam, caso o link de retorno não esteja funcionando pode anexa-lo no fim do comentário. Sem SPAM, por favor.


Pulando as interjeições...
Solte o verbo, os pronomes, adjetivos e substantivos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...